CONTINUAR A COMPRAR

O seu carrinho está vazio

PORTES GRATUITOS

Em Portugal Continental, para mais de 50eur (-5kg)

ENCOMENDAS EM 24h

Em Portugal Continental, para encomendas até ás 15h

DIARREIA?!! MAS PORQUÊ?!

Diarreia: como prevenir e tratar?!

A diarreia, muitas vezes, é vista como um problema aparentemente comum, pouco relevante, banalizado, mas será que é mesmo assim?! Não! A diarreia é uma das principais causas de morte, principalmente em crianças e nos países subdesenvolvidos.

Diariamente na farmácia, aparece pessoas com quadros clínicos de diarreia, que necessitam de ajuda, uma vez que este problema causa desconforto e é incapacitante, podendo levar a desidratação e perda de eletrólitos, que no extremo pode conduzir à morte se não for tratado.

Afinal o que é diarreia?

A diarreia é definida por um aumento na frequência das dejeções ou diminuição da consistência das fezes. Esta pode ser o resultado de anomalias nas funções do tudo digestivo, que provoca redução da absorção ou aumento da secreção de água e eletrólitos.

Quais os sintomas mais frequentes?

  • Fezes aquosas
  • Dores abdominais
  • Febre
  • Incontinência fecal
  • Vómitos

Apesar de ser raro, pode verificar-se a eliminação de pequenas quantidades de fezes moles com muco e sangue.

Que tipos de diarreia existem?

Existem vários tipos de diarreia, as vezes não é fácil identificar, mas a presença de algumas manifestações clínicas podem ajudar.

DIARREIA AGUDA:

  • Presença de 3 ou mais evacuações aquosas num período de 24horas;
  • Tem uma duração menor que 2 semanas;
  • Tem um início abrupto;
  • Geralmente é auto-limitada, com duração entre 2 a 14 dias;
  • A sua causa pode ser de etiologia infeciosa (bacteriana, viral ou parasitária) ou não infeciosa (alergias, medicamentos);

DIARREIA CRÓNICA:

  • Epsisódio de diarreia de início agudo;
  • Tem uma duração superior a 4 semanas;
  • Frequentemente está associada a sindrome do intestino irritável, doença inflamatória intestinal, sindromes de má absorção, entre outros;

DISENTERIA:

  • Presença de sangue e muco nas fezes;
  • Pode fazer-se acompanhar por dores abdominais intensas;
  • Tem etiologia infeciosa;

Como tratar a diarreia?

A abordagem terapêutica da diarreia aguda baseia-se em 2 linhas principais: a correção da desidratação através de soluções de reidratação oral e da adequação da dieta.

1. É recomendado beber água (cerca de 1,5 a 2L/dia) ao longo do dia, em pequenas quantidades, mas várias vezes ao longo do dia;

2. Desaconselha-se os sumos e os refrigerantes pois podem agravar a diarreia. Opte por chás fracos ou tisanas;

3. Desaconselha-se o consumo de leite e derivados, bem como de frutas e verduras cruas. O iogurte deve ser o primeiro a ser introduzido por ser praticamente isento de lactose e só depois o leite em pequenas doses;

4. Evite ao máximo as gorduras, doces, bolachas, etc.;

5. Opte pelo consumo de carnes de aves ou peixes brancos, cozidos a vapor ou em água e sal, acompanhado por arroz, massa ou batata bem cozidos;

Os probióticos podem também ser úteis na prevenção e no tratamento da diarreia. Mas afinal o que são os probióticos? São microrganismos vivos (bactérias e leveduras) que existem normalmente no intestino de um indivíduo saudável. O uso de probiótico modificam a composição da microflora intestinal, criando condições desfavoráveis à proliferação dos agentes patogénicos, levando a uma menor duração da diarreia.

Em que situações devo procurar um médico?

  • Diarreia prolongada (com duração superior a duas semanas)
  • Dor intensa no abdómen
  • Febre superior a 39ºC
  • Sangue nas fezes
  • Sinais de desidratação (sede, boca seca, pouca ou nenhuma urina, fraqueza, dores de cabeça ou urina escura)
  • Emagrecimento

Como prevenir a diarreia?

As principais medidas preventivas passam por: cuidados de higiene, como a lavagem frequente das mãos, em particular antes das refeições e após o contacto com crianças ou adultos com sintomas de gastroenterite e lavagem e confeção adequada dos alimentos. 

Antes de viajar para um país tropical ou subdesenvolvido é importante realizar uma consulta do viajante.

Voltar